2. O AMOR
 “Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará”.(1 Coríntios 13:1-3)
Amor: Afeição profunda de uma pessoa a outra; conjunto de fenômenos cerebrais e afetivos que constituem o instinto humano; grande amizade; compaixão e caridade.
 O amor é a essência de Deus, e como uma planta que necessita ser cuidada diariamente, com zelo e carinho, assim também o amor deve ser cultivado para florescer com perfume de Cristo e ao seu tempo dar seus frutos, frutos do Espírito Santo de Deus.
 
à Algumas virtudes do Amor:
 
  • 1 Cor 13:4-8 - O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece,  não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal;  não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba. (grifo nosso)
 
2.1 - O AMOR É PACIÊNTE
 
Paciência: Perseverança tranqüila, virtude de suportar com serenidade.
Se não somos pacientes, Como alcançaremos as promessas do senhor para nosso matrimônio?
 
A.     Quando Abraão já com 90 anos recebeu a promessa de um filho, ele perseverou por mais dez anos até o cumprimento da Palavra de Deus, e a sua descendência foi abençoada pelo Senhor.
 
  • Hb 6:15  - E assim, depois de esperar com paciência, obteve Abraão a promessa
  • Tg 5:7b - Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas.
  • Não se pode forçar uma flor a se abrir antes do tempo, mas, é possível impedi-la.
 
2.2  - NÃO BUSCA SEUS INTERESSES
 
Interesse: Vantagem; proveito; ganho; desejo egoísta de proveito pessoal; lucro.
Qual o seu interesse no matrimônio? Ser ou fazer feliz ?
 
A.     Na aliança conjugal não devemos ser partidários, mas humildes, considerando cada um o outro antes de si mesmo, não tendo em vista o que lhe satisfaz senão o que agrada ao cônjuge. A felicidade deve ser um sentimento encontrado no parceiro; essa é à vontade de Deus.
 
  • Dt 24:5 b - por um ano ficará livre em casa e promoverá felicidade à mulher que tomou.
  • Pv 18:1 - O solitário busca o seu próprio interesse e insurge-se contra a verdadeira sabedoria.
  • 1 Cor 10:24 -  Ninguém busque o seu próprio interesse, e sim o de outrem.
 
2.3  - O AMOR É VERDADEIRO
 
Verdade: autenticidade; exatidão; representação fiel; sinceridade; boa-fé.
Será que existem meias verdades para deus? Afinal quem é o pai da mentira?
 
A. Não podemos permitir que o nosso matrimônio seja uma imitação do Plano de Deus. Devemos fechar as brechas com a verdade, ela é a única arma contra o engano.
 
  • Ef 4:25 - Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.
  • Sl 119:163 - Abomino e detesto a mentira; porém amo a tua lei.
  • 3 João 1:4 - Não tenho maior alegria do que esta, a de ouvir que meus filhos andam na verdade.
 
B.     O casamento não é o resultado do amor, é a oportunidade de amar. O amor verdadeiro não é o que nos levou ao casamento, mas o que experimentamos todos os dias. Este deve ser confirmado, reafirmado, manifestado e comunicado ao cônjuge por muitas e muitas vezes, para que a dúvida e o medo não sejam uma brecha para o inimigo.
 
·        1 João 4:18 - O verdadeiro Amor lança fora todo o medo.
 
C.    O amor rompe as barreiras, não existe um só casamento no mundo que o amor não possa restaurar, podemos ser vitoriosos naquele que nos sustenta e fortalece. O amor é a essência do nosso Deus, e Ele é o Deus dos impossíveis.
 
·        1 João 4:8 - Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor
 

 
2.4  - NÃO SE IRRITA
 
Irritar: Encolerizar, exasperar; enfadar, indignar; excitar, provocar.
 
A. Durante a nossa vida conjugal temos muitas aflições, muitos problemas, Jesus nos avisou com antecedência. Nosso cônjuge não deve ser o nosso “saco de pancadas” ou nosso alvo de “descarrego emocional”, podemos lançar nosso fardo sobre Jesus, Ele nos capacita a enfrentarmos as tribulações se estivermos em linha com a sua Palavra. O verdadeiro amor não se deixa levar pelos problemas, não se desespera, antes é manso como nosso Deus.
 
  • Mt 11:29 - Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma.
  • Efésios 4:26 - Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira,
  • Ex 14:13 - Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR.
  
2.5  - O AMOR É ESPERANÇOSO
 
Esperança: Ato de esperar; expectativa; aquilo que se espera, desejando confiança em obter o que se pretende;
 
A. Ter convicção na mudança de postura do nosso cônjuge, em sua recuperação, em seu arrependimento, em seu crescimento espiritual, mais do que uma atitude de incentivo é também uma expressão da nossa fé no poder de Deus.
 
  • Hb 10:23 - Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel.
  • 1 João 3:3  E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro.
  • Hb 11:1 - Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.
 
2.6 - AMOR É ETERNO
 
Eterno: Que não teve princípio nem terá fim
 A. Assim como nosso Deus, o amor é imortal. O amor sobrevive a todas as coisas, basta que você esteja ligado Naquele que é o próprio AMOR.
  • 1 João 4:16 - E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele.