Obstáculos durante a reconstrução...

TEXTO ( Neemias 1:3-4 /  4:1-10 )

 

Neemias vivia no conforto e na tranqüilidade do palácio, era um profissional bem sucedido, servo de confiança do rei Ataxerxes. Mas, uma notícia trazida pelo seu irmão Hanani, o deixa muito abalado e ele se assenta, chora, lamenta, jejua e ora ao Senhor. Apesar da tristeza, este homem não desanimou, pelo contrário, (2:5) ele resolve ajudar seu povo, que vivia na miséria e no desprezo nas ruínas de sua terra natal.

 

Encorajado, ele assume uma tarefa difícil, reconstruir os muros queimados de Jerusalém.  Será que, como Neemias, estamos preparados para deixar nossa comodidade para auxiliar pessoas a reconstruírem suas vidas ?

 

No verso capítulo 4:10 encontramos alguns obstáculos que podemos enfrentar, quando nos dispomos a reconstruir “muros” de proteção ao redor de famílias:

 

- Escombros à Pequenos obstáculos que se avolumam ao nosso derredor, nos fazendo perder de vista, o alvo.  Encobrem nossa visão, a ponto de só enxergarmos os nossos problemas. Tentando resolvê-los, perdemos tempo e não prosseguimos.

 

- Fraqueza física à A exaustão é um obstáculo no momento do auxílio a outros. Perdemos o ânimo e preferimos descansar e refazer nossas forças.  Você também tem usado esta “desculpa” para não ajudar a outros?

 

- Falta de confiança à Perder a confiança no sucesso da tarefa, sempre nos faz desistir. Podemos ouvir de muitas pessoas - como Neemias ouviu de Sambalate - “vocês não vão conseguir”, “vocês são fracos”, “vocês não tem capacidade”.  Porém, se Deus é por nós...Quem será contra nós?

 

Muitas formigas se reuniam em torno de um pode de mel, elas queriam subir e apanharem um pouco. O pote era de vidro e no meio do caminho elas escorregavam e caiam. Ao chegar outra candidata, logo era interpelada pelas desistentes com a frase: “você não vai conseguir”, e assim muitas desistiam. Num dado momento uma formiguinha passou pelo meio da multidão, e sem dar ouvidos as outras, ela galgou o pote, e com muito, muito esforço conseguiu. Descendo ela, farta de mel, foi interrogada pelas outras. Como você conseguiu?...Ela prosseguiu o seu caminho sem olhar para trás, enquanto uma das formiguinhas, gritou do meio do formigueiro: Ela é surda!

 

Quando disserem a você...Desista! Fale como Neemias, “eu tenho uma grande obra para fazer...” e faça, confiando no Nome de Jesus.

 

Pr. Pedro Noia e Igreja